Em comemoração aos 55 anos, Associação Brasileira de Engenharia Industrial (ABEMI) traz especialista internacional em compliance 

A Associação Brasileira de Engenharia Industrial (ABEMI) promove, no dia 23 de maio, uma palestra ministrada por Martha Mallory, Business Development Manager da TRACE International, renomada organização empresarial de compliance, reconhecida globalmente, e fornecedora líder de soluções de gerenciamento de risco de terceiros. A executiva virá ao Brasil exclusivamente para apresentar o processo de certificação a associados e parceiros da ABEMI, a representantes do Instituto de Engenharia e convidados da ABIMAQ e ABDIB.

A atuação ética, pautada na transparência e no cumprimento da legislação, é uma das estratégias prioritárias da ABEMI, que está completando 55 anos de atuação em maio. A entidade firmou um acordo com a TRACE International para estimular as empresas associadas a passar pelo processo de certificação e reforçar as ações voltadas à conformidade e due diligente do setor de engenharia e projetos.

“A parceria entre a TRACE e a ABEMI promove a transparência comercial no setor de engenharia e construção no Brasil”, afirma Martha Mallory. Segundo ela, a TRACE International ajuda empresas que operam globalmente a conduzir os negócios de maneira ética e em conformidade com as leis americana, do Reino Unido e do Brasil.

A TRACE tem mais de 500 clientes e já realizou mais de 500 mil processos de due diligence com foco em risco. “A certificação TRACE pode abrir portas para novas oportunidades, acelerar o ritmo dos negócios e dar às empresas uma vantagem competitiva”, observa Martha.

Produtividade e competitividade

Outro foco da Associação este ano é a promoção da cadeia de negócios do setor. “Temos uma agenda relevante e estruturada para continuar nosso trabalho em defesa da engenharia nacional, que é um setor fundamental para a geração de empregos, para melhorar a competitividade brasileira e a qualidade de vida das pessoas”, destaca o diretor-presidente da ABEMI, Gabriel Aidar Abouchar.

Segundo ele, uma das maiores preocupações da Associação é a queda de investimentos em infraestrutura, que está em um dos menores níveis históricos em relação ao PIB e pode se agravar com os cortes e bloqueios de orçamentos, prejudicando não só a engenharia, mas todos os setores econômicos e o país.

“Investimentos em infraestrutura possuem grande efeito multiplicador devido à sua ampla cadeia produtiva, intensidade de mão de obra e necessidade de utilização de máquinas e equipamentos pesados”, explica. Com perspectiva de crescimento do PIB de apenas 1% em 2019, fomentar os investimentos em infraestrutura é condição necessária para geração de emprego e renda, redução de desigualdades e melhoria da competitividade, impulsionando assim a retomada da atividade econômica nos próximos anos.

De acordo com estimativas da consultoria ACLacerda, que atende a ABEMI, em 2018 os investimentos em infraestrutura somaram R$ 113 bilhões, mantendo o montante praticamente estável em relação a 2017 (R$ 110 bilhões). De 2000 a 2016, a média de investimentos em infraestrutura foi de 2,1% do PIB, caindo para 1,7% em 2018.

“Essa queda é reflexo de um conjunto de fatores: crise econômica de 2015 e 2016, fraco processo de retomada do nível de atividade em 2017 e 2018, resultados da Operação Lava-Jato, com impactos muito negativos sobre as principais construtoras, e política fiscal restritiva com cortes de investimentos públicos”, afirma Gabriel Aidar.

Segundo estimativas do Ministério da Infraestrutura, o programa de leilões de infraestrutura do governo federal, entre 2019 e 2022, pode gerar R$ 129,8 bilhões de investimentos em transportes e logística. Mas diante dos gargalos existentes, seriam necessários investimentos anuais em torno de R$ 300 bilhões (4,4% do PIB) em infraestrutura, ou seja, R$ 1,2 trilhão nos próximos quatro anos.

“São números que nos dão uma dimensão, ao mesmo tempo, dos desafios e das oportunidades. Daí a necessidade da criação de condições para impulsionar os investimentos públicos e privados, criando novas modalidades de financiamentos, tendo em vista a enorme demanda reprimida de projetos de infraestrutura no Brasil”, conclui. 

Serviço

Quando: 23/05/19
Horário: 10h
Local: Av. Paulista, 2.006 – 15º andar – São Paulo
abemi@abemi.org.br
11 3251-0333

SOBRE A ABEMI
A Associação Brasileira de Engenharia Industrial (ABEMI) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que congrega empresas de engenharia de projeto, construção civil, montagens industriais, fabricantes de equipamentos e manutenção e de logística, responsáveis pela infraestrutura e pelo parque industrial implantados no Brasil, como também por obras dessas áreas realizadas no exterior. Foi fundada em 23 de maio de 1964 por um grupo de empresários que visavam representar suas empresas de engenharia e montagem industrial.

 SOBRE A TRACE INTERNATIONAL
Organização empresarial antissuborno reconhecida globalmente e fornecedora líder de soluções de gerenciamento de risco de terceiros. Sua sede fica nos Estados Unidos, tem registro no Canadá e está presente nos cinco continentes, incluindo a América Latina. É composta por duas entidades distintas, a TRACE International e a TRACE Inc., que compartilham uma missão comum de promover a transparência comercial em todo o mundo. É completamente autônoma, sem qualquer financiamento público, e tem como membros e clientes mais de 500 empresas multinacionais em todo o mundo. Já realizou mais de 500 mil revisões de due diligence baseadas em risco em todo o mundo.

ABEMI realiza palestra sobre Descomissionamento de plataformas de petróleo em São Paulo

Executivo da Petrobras apresenta, no dia 19 de fevereiro, o Programa de Descomissionamento, que inclui a desativação e desmontagem 

Fevereiro, 2018 – Até 2020, a Petrobras prevê iniciar o descomissionamento de 28 plataformas fixas – 22 delas são estruturas offshore no Nordeste brasileiro e 6 ficam na Bacia de Campos. O processo de licitação para desmontagem de outros três desses ativos no Campo de Cação (ES) já está em andamento e há mais um equipamento em fase de desativação no Rio de Janeiro.

Para apresentar detalhes sobre o Programa de Descomissionamento da Petrobras, a ABEMI (Associação Brasileira de Engenharia Industrial) recebe, no dia 19 de fevereiro, Eduardo Zacaron, gerente de Descomissionamento do E&P da Petrobras. O executivo fará uma apresentação para os associados sobre o desafio técnico e ambiental de desmontar plataformas de extração de petróleo na costa brasileira.

“O descomissionamento é uma etapa importante e complexa, que deve ser realizada quando acaba o petróleo ou quando a quantidade existente não vale mais a pena. Em resumo, é preciso fazer o tamponamento dos poços para evitar vazamentos e desmontar e retirar do mar os equipamentos submarinos e a plataforma. O Brasil ainda não tem regras ambientais claras a respeito desse desmonte, o que aumenta a complexidade desse trabalho”, explica Hideo Hama, conselheiro da ABEMI e presidente da Fluxo Soluções Integradas Ltda.

Hideo Hama explica ainda que esse plano da Petrobras representa uma grande oportunidade para o setor de engenharia, de operação, fabricantes de equipamentos, entidades de proteção ambiental, provedores de tecnologia e até escritórios de advocacia ligados ao setor de óleo e gás, que atravessaram anos de baixa demanda de novos projetos.

Segundo a Agência Nacional de Petróleo, 68 plataformas da Petrobras têm mais de 25 anos de implantação, 30 têm entre 15 e 25 anos, e 62 têm menos de 15 anos, um cenário que indica aumento da demanda de projetos de descomissionamento nos próximos anos.

Para se ter uma ideia dos impactos desse tipo de demanda, no Mar do Norte o orçamento para as atividades de desmontagem de 349 campos de extração de petróleo e 7.800 quilômetros de pipelines é de 17 bilhões de libras esterlinas nos próximos 9 anos.

SOBRE O EVENTO
A palestra Descomissionamento de Sistemas de Produção de Óleo e Gás no Brasil, com o gerente de descomissionamento do E&P da Petrobras, Eduardo Zacaron, será realizada na sede da ABEMI no dia 19 de fevereiro, às 15 horas.
Local: Av. Paulista, 2006 – 15o andar
 
ATENDIMENTO A IMPRENSA
Marciel Oliveira – marciel@conteudoeditora.com.br
Tel.: 11 3898-0195 – 11 97433-6378
Melissa Kechichian – melissa@conteudoeditora.com.br
Tel.: 11 3898-0195 – 11 99802-0839

SOBRE EDUARDO ZACARON
Engenheiro mecânico, graduado pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais e pós-graduado em Gerenciamento de Projetos. Trabalha na Petrobras desde 2007, quando se especializou em Engenharia de Equipamentos Submarinos. Atualmente, é gerente de Descomissionamento do E&P da Petrobras.

SOBRE A ABEMI
A Associação Brasileira de Engenharia Industrial (ABEMI) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que congrega empresas de engenharia de projeto, construção civil, montagens industriais, fabricantes de equipamentos e manutenção e de logística, responsáveis pela infraestrutura e pelo parque industrial implantados no Brasil, como também por obras dessas áreas realizadas no exterior. Foi fundada em 23 de maio de 1964 por um grupo de empresários que visavam representar suas empresas de engenharia e montagem industrial.