A demanda de investimentos em infraestrutura na visão da Montcalm, associada da ABEMI

A demanda de investimentos em infraestrutura na visão da Montcalm, associada da ABEMI

Com quase meio século de atuação, a Montcalm está presente em todo o território brasileiro, oferecendo soluções completas e integradas em engenharia, construção e montagem eletromecânica para a implantação, modernização e manutenção de indústrias de processos, em vários segmentos industriais, entre eles, na área de infraestrutura. A newsletter ABEMI conversou com Daniel Simonsen, da Gerência de Desenvolvimento de Negócios, sobre as perspectivas do setor.

Como está o setor de infraestrutura atualmente e quais as perspectivas para os próximos anos?

Podemos olhar para o setor de infraestrutura de duas formas. A primeira é relacionada às dimensões continentais de nosso país e dos investimentos bilionários que precisam ser realizados para manter a competitividade das empresas brasileiras. A segunda é a criação e manutenção de um ambiente político e econômico favorável para investimentos em infraestrutura. O setor de infraestrutura no Brasil é um ambiente com uma altíssima demanda. Infelizmente, a grande maioria dos projetos enfrenta difícil evolução das fases de engenharia para uma efetiva implantação do projeto.

 Em que áreas estão as oportunidades atualmente?

O Brasil possui carência em praticamente todas as áreas de infraestrutura. No entanto, algumas áreas se destacam. Projetos de infraestrutura rodoviária, aeroportuária e portuária para logística de líquidos e grãos são setores que tiveram destaques e devem seguir apresentando volume elevado de aportes.

 Existem projetos em andamento ou previstos?

Neste momento, destacam-se projetos portuários para importação e exportação de grãos e fertilizantes, como o recém-implantado Terminal Integrador Portuário Luiz Antonio Mesquita – TIPLAM, em Santos (SP), e a ampliação do terminal privado de fertilizantes da YARA, projeto em curso na cidade de Rio Grande (RS). Em outros segmentos de infraestrutura, vemos os recentes leilões de concessão aeroportuária, em que, por consequência da concessão, estão previstos investimentos nos respectivos terminais.

 

Quais os fatores que atrapalham e os que podem beneficiar investimentos em infraestrutura?

As incertezas inerentes ao ambiente amplo são os itens que mais atrapalham os investimentos em infraestrutura. Dentro do conjunto de aspectos do ambiente externo, no atual momento podemos destacar as incertezas políticas como grandes entraves para o desenvolvimento de novos projetos em infraestrutura. No lado positivo, destacamos a queda dos juros e, consequentemente, um custo de capital mais baixo para a realização dos projetos.

 Como o setor está incorporando novas tecnologias para melhorar qualidade, reduzir custos, aumentar a segurança e aumentar a eficiência tanto dos projetos em si quanto depois da obra pronta?

Na ótica da Montcalm Montagens Industriais, que é uma empresa de montagem eletromecânica, enxergamos o setor de infraestrutura investindo cada vez mais em inovação e na aplicação prévia de engenharia de valor a seus projetos, com o objetivo de reduzir custos de CAPEX e de OPEX e também para alcançar melhorias intrínsecas de qualidade, segurança e eficiência do projeto. Esse cenário é obtido através de estudos consistentes de engenharia na fase de concepção e execução do projeto. São estudos que sistematicamente permitirão o alcance pleno a tais condições otimizadas durante a fase de implantação das obras e, na sequência, na fase de operação.

Editora Conteúdo/Abgail Cardoso

Compartilhar notícia: Facebook Twitter Pinterest Google Plus StumbleUpon Reddit RSS Email

Comentários