ProEC 4.0 será um dos temas de evento da Deloitte para a indústria de engenharia e construção

ProEC 4.0 será um dos temas de evento da Deloitte para a indústria de engenharia e construção

O Programa Brasileiro de Engenharia e Construção 4.0 (ProEC 4.0) será um dos temas apresentados num evento a ser realizado em 18 de outubro no Learning Village, em São Paulo, pela área de Infrastructure & Capital Projects da Deloitte. Com o objetivo de alçar o setor de engenharia e construção brasileiro à liderança global em competitividade e produtividade, o ProEC 4.0 é uma iniciativa conjunta da ABEMI, do Instituto de Engenharia, do SINICON (Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada-Infraestrutura) e da consultoria Deloitte.
O coordenador do ProEC 4.0, Maurício Godoy, vai apresentar a iniciativa falando sobre status atual do programa e a importância dele para o setor de Engenharia e Construção de grandes obras. “Estamos desenvolvendo um site, um ambiente digital e a maquete eletrônica do NECSOR (Núcleo de Engenharia e Construção de Sorocaba), um canteiro físico que será instalado no Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS) para a demonstração das tecnologias em um ambiente que simula as condições de uma obra industrial”, informa Maurício.

Maurício Godoy, coordenador do ProEC 4.0: iniciativa conjunta da ABEMI, Deloitte, SINICON e Instituto de Engenharia

Centro de Excelência
No evento da Deloitte, serão apresentados, também, os resultados de um estudo desenvolvido pela área de Infrastructure & Capital Projects da Deloitte sobre o setor de construção pesada no Brasil. “Faremos, ainda, o lançamento do Centro de Excelência de Projetos de Infraestrutura e Projetos de Capital”, revela a coordenadora desse centro, Danielle Ávila.
Para ela, o evento de 18 de outubro será uma oportunidade de apresentar ao mercado as iniciativas da Deloitte para o ecossistema da indústria de construção pesada, um setor importante para alavancar a retomada do crescimento econômico brasileiro. Entre os participantes estarão líderes dessa cadeia, como empresas epecistas, de projetos, construtoras, investidores e clientes.

Editora Conteúdo

Compartilhar notícia: Facebook Twitter Pinterest Google Plus StumbleUpon Reddit RSS Email

Comentários